Seguidores

quarta-feira, 11 de julho de 2012

MATÉRIA DO PORTAL DE VERA GARCIA,DEFICIENTE CIENTE,TOMEI A LIBERDADE DE POSTAR;POIS TENHO MUITO CARINHO E RESPEITO POR VALDIR TIMÓTEO-PRESIDENTE DO MOVIMENTO INCLUSÃO JÁ!

Caro leitor,
O entrevistado desse mês do Blog Deficiente Ciente é o presidente doMovimento Inclusão Já“, Valdir Timóteo.
Valdir Timóteo Leite, nasceu na cidade de São Paulo e tem 44 anos. Acompanhe a entrevista que ele concedeu, gentilmente, ao Blog Deficiente Ciente. Confira!

“A deficiência para mim foi e está sendo uma grande escola, escola onde posso aprender muito e ensinar muito”.
“Estamos sempre lembrando a todos que ninguém está livre de vir a ser uma pessoa com deficiência, isto mostra que a luta é de todos e para todos. Costumo dizer as pessoas “lutem hoje para não serem os abandonados de amanhã”.
1) Qual sua deficiência? 
Minha deficiência é física, paraplegia de caráter crônico causada por uma Lesão medular nível T6 e T7.
2) A sua deficiência se deve a algum acidente? Se for, conte um pouco sobre ele.
Sim, minha deficiência foi adquirida por conta de um acidente de automóvel. Aconteceu em novembro do ano de 2000, quando estava voltando do meu trabalho. Dirigindo meu carro, no caminho em que passava, havia uma caixa de papelão na minha frente, quando a vi não deu tempo para desviar da mesma e acordei em um corredor de hospital todo machucado e totalmente paralisado. Acredito que havia algo dentro dessa caixa que me fez perder o controle do veiculo, vindo a chocar-se em uma árvore. Agradeço a Deus por estar só no carro e ter sido a única vítima do acidente.

3) Para você, quais as maiores dificuldades da pessoa com deficiência física?
São tantas as dificuldades que não daria para enumerá-las. Nessa questão existem variados casos, visto que existem várias deficiências e cada uma tem seu grau de dificuldade. Às vezes o que é difícil para uns é fácil para outros, não podemos generalizar as dificuldades ou facilidades, isso vai de pessoa para pessoa.
A meu ver, a principal dificuldade é ter acesso aos serviços públicos de forma geral, exemplos: ter como chegar a clínicas para tratamentos especializados, nos falta transporte, saúde, educação, qualificação profissional, trabalho lazer, etc.
A falta de acessibilidade é uma das principais barreiras que impedem o convívio social das pessoas com deficiência.
4) Como você avalia sua vida com a deficiência?
A minha vida com a deficiência não é nada fácil, a deficiência me fez e me faz sofrer muito, não só por mim, mas por todos em situação semelhante. O mundo e as pessoas ainda não estão preparados para viver e conviver com as pessoas que tem deficiência e me sinto na obrigação de trabalhar para mudar essa triste realidade.
Sinto muitas dores dia e noite, dores ininterruptas por conta da minha lesão, uso medicamentos que apenas amenizam essas dores, perdi grande parte da minha mobilidade corporal, minhas dificuldades do dia a dia são enormes, perdi a minha independência, as coisas ficaram mais difíceis e mais distantes. Posso afirmar a todos com muita convicção que não é nada legal ser uma pessoa com deficiência. Mas a deficiência me trouxe muito conhecimento e sensibilidade, me fez uma pessoa melhor, melhor no sentido de enxergar a vida e o ser humano com muito mais respeito e amor, a deficiência me mostrou o quanto somos frágeis e também o quanto somos fortes. O sofrimento muitas vezes revolta as pessoas, já fui um revoltado, hoje não mais, mas também ensina e dignifica o ser humano. A deficiência para mim foi e está sendo uma grande escola, escola onde posso aprender muito e ensinar muito.
É muito difícil avaliar a minha vida com deficiência, sei que ganhei muito por um lado e perdi muito por outro. Pergunto-me, sou completamente feliz? Minha resposta é não. Pergunto-me, sou completamente triste? Minha resposta é não. Dentro de tudo que vivo há um equilíbrio, tenho meus momentos de alegria e tenho meus momentos de tristeza como todas as pessoas, sendo assim, me vejo como uma pessoa normal, com muitas dependências e dificuldades, mas normal.
5) Como surgiu o “Movimento Inclusão já”?
O “Movimento Inclusão Já” surgiu em janeiro de 2004, nasceu do sofrimento e do descaso que o poder público sempre teve com as pessoas que tem alguma deficiência, surgiu da nossa revolta contra os maus tratos que sempre tivemos, surgiu da falta de prestação de serviços voltado ao segmento das pessoas com deficiência.
Quem quiser me chamar de revolucionário que chamem, mas não me acovardei diante de tanto descaso e de tanto sofrimento e me levantei para luta e trouxe centenas de pessoas que viviam presas em suas casas para mudar os nossos destinos.
O Movimento surgiu basicamente das necessidades das pessoas com deficiência, onde fui formando mães de pessoas com deficiência guerreiras e pais de pessoas com deficiência guerreiros, ensinando as pessoas a levantarem suas cabeças e partirem para a luta e praticarem a sua cidadania, a fim de buscarem seus direitos. Nos unimos e estamos até a presente data, em busca da melhoria de vida das pessoas com deficiência e dos nossos direitos. Lutamos não só para o nosso grupo, mas sim, por toda a sociedade. Nossa luta é ordeira e pacífica sempre reivindicando nossos direitos, mas nunca passando por cima dos direitos dos outros.
Estamos sempre lembrando a todos que ninguém está livre de vir a ser uma pessoa com deficiência, isto mostra que a luta é de todos e para todos. Costumo dizer as pessoas “lutem hoje para não serem os abandonados de amanhã”.
6) Como você vê a questão da acessibilidade?
Vejo como muito precária, falta muito a ser feito nessa questão que envolve a sociedade como um todo. Acessibilidade para grande maioria da nossa população é uma palavra desconhecida. Se fizermos uma pesquisa perguntando as pessoas: O QUE É ACESSIBILIDADE? A grande maioria não saberá responder o significado da palavra. A meu ver, primeiro temos que ensinar a população o que é acessibilidade para depois pedir que a façam acontecer.
Não ter acesso, não conseguir chegar, isso gera um efeito dominó muito maléfico as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Se as pessoas com deficiência não chegam aos hospitais aos centros de tratamentos e reabilitação, consequentemente não terão saúde, se não tiverem saúde não terão educação, sem educação não terão qualificação, sem qualificação não terão trabalho, sem trabalho as pessoas não terão renda, sem renda não terão lazer. Esse é o efeito dominó ocasionado pela falta de acessibilidade que ao final poda a dignidade da Pessoa Humana garantida no artigo 5º da nossa Constituição Federal, que a meu ver, é mais linda do que a Bíblia, pena que não é respeitada pelo próprio poder público.
7) Você sempre lutou muito, no sentido de melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência. Em relação ao transporte adaptado de São Paulo, qual sua opinião sobre ele?
Seria hipocrisia de minha parte se dissesse que não evoluiu, sim houve alguns pequenos avanços de dez anos para cá desde a criação do “ATENDE”, que faz um trabalho maravilhoso com uma minoria de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Mas é muito limitado devido ao número pequeno de carros existentes na frota e da grande quantidade de pessoas que sonham em poder ser atendidos pelo “ATENDE” (“ATENDE” que na realidade não atende devido à grande demanda e ao alto custo do serviço para o município).
Na rede regular de ônibus temos em torno de 3.500 ônibus acessíveis, isso dentro de uma frota de mais de 15.000 mil ônibus, o que significa praticamente nada levando em consideração as limitações das pessoas com deficiência e ainda temos que suportar as limitações das frotas de ônibus, uma coisa é fato, não existe meia acessibilidade.
Em um país, numa cidade como São Paulo, onde as leis de trânsito exigem que todos os passageiros usem cintos de segurança, vemos ônibus transportando de 9 a 11 pessoas por metro quadrado em pé, correndo risco de vida, penso ser desnecessário dizer que o transporte da nossa cidade é muito ruim, só não vê isso quem não quer ver mesmo.
Falando em metrô, o mesmo deveria ser um serviço de excelência, mas infelizmente não é, também vive superlotado em horário de pico, onde fica impossível ser utilizado pelas pessoas com deficiência. Sem contar com as grandes falhas na questão de acessibilidade que o metrô vem cometendo, pois além dos enormes vãos e degraus entre os trens e a plataforma, os elevadores que foram instalados no metrô de São Paulo são minúsculos e não dão o giro das cadeiras de rodas, os cadeirantes têm que entrar de frente e sair de costas. O Governo do Estado de São Paulo e a Companhia do Metrô não respeitam as normas de acessibilidade e isto é fato, pois instalam elevadores minúsculos tirando a autonomia da pessoa com deficiência, assim como exigido por lei.
Fica aqui o protesto e o alerta aos técnicos do metrô para corrigirem esses problemas. Volto a repetir, não existe meia acessibilidade, ou você acessa ou não acessa. E por gentileza, não me venham com seus discursos conformistas e discursos técnicos sem técnica nenhuma que não resolvem absolutamente nada.
Resumindo: o transporte púbico ainda está muito ruim longe de atingir a prestação de serviços estabelecida em Lei.
8) Como foi a descoberta da cantora cadeirante, Pamela Suellen?
Na verdade a cantora Pamela Suelen foi um presentão enviado por Deus para o mundo e ao “Movimento Inclusão Já” em 11/04/2010. Estávamos fazendo um evento com churrasco, muita comida, doces e refrigerantes em nossa sede, e estavam presentes nossos amigos o cantor e compositor Marcelo Madson e a cantora e compositora Mara Melges cantando para diversão dos nossos integrantes. Entre os vários cadeirantes que ali estavam, havia uma linda garota em sua cadeira de rodas cor de rosa, ela veio ao encontro dos cantores Marcelo Madson e Mara Melges, chegou com sua beleza e simplicidade e pediu para cantar uma musica. Marcelo e Mara muito gentilmente e de pronto disseram que sim, mas a garotinha linda estava com um Playback em sua bolsa, pois bem, fora colocado o Playback e Pamela meia nervosa começa a cantar. Todos que estavam do outro lado da rua ouvindo aquela voz linda e afinada correram para ver quem era, para surpresa de todos era Pamela Suelem, foi muito emocionante para todos e eu me arrepiei todo ao ver e ouvir Pamela cantando. Ao terminar a primeira música, ela foi muito aplaudida. Dali em diante Pamela mais calma e segura, cantou várias outras musicas divertindo e agradando a todos que ali estavam.
Na semana seguinte tínhamos outro evento para participar, a Feira Reatech. Eu e minha esposa colocamos um propósito para esse evento da Reatech, pedimos a Deus que só voltaríamos de lá com uma cadeira de rodas nova para a Pamela e depois que ela cantasse no palco da Reatech e mostrasse o seu grande talento. Pois bem, Deus como sempre fiel, realizou nosso pedido, Pamela cantou e deu um show emocionando a todos. Nesse dia ela deu muitos autógrafos e ganhou sua cadeira nova. Pamela já é linda por natureza, mas com tanta felicidade estampada em seu rosto, sua beleza transpõe os limites do normal.
Falei com meus parceiros e amigos apresentadores de TV, Regina Espósito e Guto Senatore, que de pronto abriram as portas a Pamela Suelen. Pamela se apresentou por várias vezes em alguns programas com muito sucesso e agora em 2011 ela estará lançando seu novo CD.
Vendo essa garota tão linda e talentosa não me contive e fui fofocar logo para quem? Ela, a nossa parceira maravilhosa, talentosa, fotógrafa e publicitária, Kica de Castro. Kica com seus olhos de águia super treinados falou: “ Valdir, gostaria de entrevistar a Pamela e fazer alguns testes, talvez ela possa vir a ser uma das minhas modelos”. Lá vai Kica ao trabalho para nossa felicidade. Pamela passou pela avaliação criteriosa de Kica de Castro e hoje faz parte de seu Casting, já com participação em alguns trabalhos pela Agência Kica De Castro.
Tudo de bom que vem acontecendo na vida de Pamela Suelen e por mérito dela. Ela é linda, talentosa e corre atrás de seus sonhos e objetivos, sempre colocando Deus a frente de tudo, dessa forma tenho certeza que o sucesso de Pamela é garantido.
Bom daria para escrever um livro para contar todos os detalhes, mas de momento não tenho talento nem tempo para tal, quem sabe no futuro? Não podemos descartar nenhuma possibilidade, afinal de contas vamos e venhamos, aqui no Brasil as oportunidades para pessoas com deficiência são raras.
9) Deixe uma mensagem para os leitores do Blog Deficiente Ciente.
Prezados leitores, gostaria de falar um pouquinho de cidadania. Ser cidadão não se resume em pagar impostos, ser cidadão é participar da vida de sua comunidade, ser cidadão é pensar na coletividade, ser cidadão é trabalhar para o bem estar de todos. Enfim, ser cidadão é participar da vida política do seu país.
Muitos podem estar dizendo, “Ah, mais eu detesto política”, pensem bem, quem detesta política é governado por quem gosta de política. Resumindo: nós temos o país que merecemos. Não cruzem os braços e exerçam a sua cidadania.
Muitos dizem, “Nós temos direitos e deveres”, isso não é verdade. Em primeiro lugar temos os deveres, depois dos nossos deveres cumpridos é que começam os nossos direitos.
Lembrem-se que todo o poder nasce do povo, cada um dos legisladores e governantes que lá estão, fomos nós que colocamos por decisão da maioria absoluta.
Vera agradeço pelo convite e deixo aqui os meus parabéns por esse belo trabalho que vossa senhoria realiza com muita maestria. Meus Parabéns.
Valdir Timóteo Leite
Presidente“Movimento Inclusão Já”
http://movimentoinclusaoja.blogspot.com/
A cidadania em ação lutando por você
Caro leitor,
Ajude Valdir Timóteo a dar continuidade em seu trabalho, solicitando a Nota Fiscal Paulista e colocando o CPF 085.565.088-55. Fazendo isto, você estará colaborando com este excelente Movimento, que tem como um dos objetivos atuar em defesa dos direitos das pessoas com deficiência. 
Caso queira contribuir com depósito em conta, é só depositar no Banco Bradesco Agência 0101, conta corrente Nº 301554-8

Sobre o Autor

Vera Garcia
Paulista, pedagoga, blogueira e modelo da Agência Kica de Castro. Colunista do site Vida Mais Livre e do Jornal Inclusão. Amputada do membro superior direito devido a um acidente na infância.

Comentários (11)

  • Vera (Deficiente Ciente)

    Amigo Valdir,
    Muito obrigada por conceder esta entrevista ao blog. Foi um grande prazer conhecê-lo! Devo isso a grande Kica de Castro, que hoje retornou do desfile inclusivo em Goiânia.
    Valdir, depois desta entrevista sou a sua mais nova fã. rss Parabéns pela sinceridade, honestidade e por este trabalho que vem desenvolvendo com muita coragem e competência! Assim como a Kica, você também é um grande guerreiro!
    Conte comigo sempre!
    Bjs,
    RESPONDER
  • Valdir Timóteo

    Vera minha mais nova, linda e querida amiga, Eu é quem devo lhe agradecer muito por abrir esse espaço maravilhoso, a fim de que possamos expor um pouco dos nossos trabalhos da nossa história e nossas opiniões, eu sim sou seu Fã, adorei seu trabalho que leva muitas informações a população um espaço democrático que fica aberto para colocarem seus pontos de vista, isso é muito bom, o debate de opiniões o confronto de idéias nos levam a refletirmos e trilharmos os melhores caminhos e seu blog nos abre essa oportunidade, Meus Parabéns Mesmooooo.
    Vera Amor, Sinceridade, Honestidade e Verdade são valores que todos nós devemos ter como base em tudo o que fazemos em nossas vidas, quem faz as coisas trilhando esses caminhos não devem temer absolutamente nada, só temos a ganhar com isto conhecendo pessoas maravilhosas assim como você Vera (Deficiente Ciente) a Kica de Castro minha grande amiga talentosa e lutadora, a linda Pamela Suelem com sua simplicidade e talento nato, meus grandes amigos apresentadores de TV Guto Senatore e Regina Espósito, meu grande amigo jornalista editor chefe da ALLTV Marcel Naves, os diretores do Jornal FATO PAULISTA Luis Mario e Ligia Minaro que muito contribuem levando a verdade à população as centenas de mães e pais de pessoas com deficiência, as pessoas com deficiência, muitas delas pessoas maravilhosas na sua grande maioria, Digo na sua grande maioria porque tem deficientes que não valem nada, ser uma pessoa com deficiência não nos da atestado de idoneidade esta cheio de pessoas com deficiência que não valem nada mentirosos e aproveitadores, como em todos os seguimentos da sociedade que tem gente boa e gente ruim.
    Bom mas nessa minha caminhada com a graça do nosso Bom Deus tenho encontrado mais gente boa do que gente ruim, os maus que tentam se aproximar a gente põe logo para correr, passamos a peneira mesmo, para mim a pior deficiência do ser Humano é a falta de caráter e dessa gente quero estar bem longe.
    Um beijão e conte comigo em tudo o que precisar, estando ao meu alcance terei o maior prazer em lhe ajudar.
    Valdir Timóteo
    RESPONDER
  • Kica de Castro

    Obrigada aos amigos Valdir e Vera. Sou fã dos dois.
    Parabéns pelo trabalho de cada um.
    Beijos, Kica
    RESPONDER
  • f.lucineide

    Quem conhece o Valdir Timóteo sabe da seriedade do trabalho que ele realiza, ele é muito bem quisto por todos que o conhecem é uma pessoa maravilhosa, durão gosta das coisas certas, mas muito amado por muitos, realiza esse trabalho do Movimento Inclusão Já com muita dedicação amor e carinho esse é o segredo do sucesso de seu trabalho, estou do ladinho dele e sei muito bem o que estou dizendo, um beijão a Vera e parabéns pela escolha da pessoa entrevistada.
    RESPONDER
  • Vera (Deficiente Ciente)

    Lucineide, tenho certeza disso. O trabalho do Valdir no "Movimento Inclusão já" é de muita seriedade, compromisso e dedicação.
    Beijos e obrigada!
    RESPONDER
  • criticocultura

    Interessante, fiquei curioso, se daria para escrever um livro porque não escreve? Falta de tempo e de talento? kkkkkk o Sr. esta brincando, faz o que faz e não tem talento? Tempo o senhor arruma sim, brasileiro da um jeito para tudo, parabéns pelo seu trabalho mas meu talento é criticar se gostou bem, se não gostou ache um tempinho e escreva o livro rsrs
    RESPONDER
  • Carlos Eduardo

    Bom ver que existem pessoas como Valdir que realmente pensa num coletivo.
    RESPONDER
  • Leandro Morais

    Vamos unir forças pela inclusão JÁ.
    RESPONDER
  • Regina Espósito

    Admiro demais a sua pessoa grande amigo irmão Valdir Timoteo,e tudo que vc faz em prol de todos os portadores de deficiencia,dando a eles a oportunidade de sentir-se a cada dia um ser muito importante a nossa sociedade que pouco faz e enxerga cada um de nós…Obrigada meu amigo e conte comigo sempre que necessário for para esta Luta em defesa de todos nós cidadãos Brasileiros…amei a matéria e sei o qto sofremos com nossas limitações….
    Regina Espósito-
    RESPONDER
  • valdir timóteo

    Reginna Espósito minha linda e amada amiga obrigada por suas palavras carinhosas e de apoio vc é um doce de pessoa e faz parte da nossa luta e da nossa história, mas vc sabe muito bem Regininha que as nossas conquistas só acontecem por existirem pessoas maravilhosas assim como vc, Guto Senatore, padre Ney Claudio, Déborah Aparecida,Vera Garcia deste blog maravilhoso, Kica de Castro, as Mães Guerreiras do Movimento, toda a turma da ALLTV Marcel Naves, Ricardo Espigado, José Gayegos, Renato Loeb, Helena Calil, KiKo, Felipe Vaz e tantos outros amigos verdadeiros que nos apoiam muito, se for citar o nome do monte de pessoas maravilhosas assim como vc teria que escrever um baita dum livro rsrs. Graças ao nosso Bom Deus as pessoas do bem ainda são a maioria e vc Regininha é uma grande guerreira do Bem que faz parte dessa maioria, Um Grande Beijo Regininha a vc e a todos de sua linda família.
    Vera minha querida amiga a Regina Espósito é apresentadora de TV ela tem OI conhecida como ossos de vidro e tem uma linda história de vida a Regina Espósito essa sim é uma guerreira do Bem vitoriosa, fiquei muito feliz em ver que ela veio em seu blog, nossaaaaa estou ficando importante elogios da Regina Espósito uuuuuuuuuhuuuuu iauuuuuuuu Ti Love minha Amiga Regininha.
    Muito Obrigada a todos pelas palavras de incentivo.
    Valdir Timóteo
    RESPONDER
    • Vera Garcia

      Vera Garcia

      Meu amigo, é sempre uma honra receber sua visita!
      Li o comentário da Regina num post sobre vagas preferenciais e achei o máximo! Obrigada por apresentá-la, Valdir.
      É uma honra muito grande receber pessoas guerreiras como vocês.
      Um grande beijo aos dois!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...