Seguidores

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Banca de Jornal ACESSÍVEL


Conheça a futura Banca de Jornal do Largo da Batata em São Paulo.
“A ideia principal do projeto é que a banca seja facilmente acessível a pessoas com limitação de locomoção”, disse o arquiteto baiano João Paulo Leite Guedes, vencedor do Concurso Banca Nova.
Vamos ver a Banca Acessível:
A foto acima mostra o processo de montagem.A foto acima mostra o processo de montagem.
A foto acima mostra a organização interna da banca, que possibilita a armazenagem de todo o acervo e itens necessários para o seu funcionamento. A simetria adotada no posicionamento dos módulos funcionais permite a criação de dois acessos opostos pelos quais ocorre ventilação cruzada.A foto acima mostra a organização interna da banca, que possibilita a armazenagem de todo o acervo e itens necessários para o seu funcionamento. A simetria adotada no posicionamento dos módulos funcionais permite a criação de dois acessos opostos pelos quais ocorre ventilação cruzada.
Banca fechada e quando aberta.Banca fechada e quando aberta.
O arquiteto João Paulo Guedes optou por um desenho limpo, de superfície contínua e com material de aparência natural – aço corten. A configuração remete a tipologia dos pórticos encontrados em centros urbanos que representam marcos visuais de referência na paisagem.O arquiteto João Paulo Guedes optou por um desenho limpo, de superfície contínua e com material de aparência natural – aço corten. A configuração remete a tipologia dos pórticos encontrados em centros urbanos que representam marcos visuais de referência na paisagem.
O arquiteto João Paulo Guedes optou por um desenho limpo, de superfície contínua e com material de aparência natural – aço corten. A configuração remete a tipologia dos pórticos encontrados em centros urbanos que representam marcos visuais de referência na paisagem.O arquiteto João Paulo Guedes optou por um desenho limpo, de superfície contínua e com material de aparência natural – aço corten. A configuração remete a tipologia dos pórticos encontrados em centros urbanos que representam marcos visuais de referência na paisagem.
Para facilitar o acesso de pessoas que usam cadeira de rodas e pessoas com mobilidade reduzida, a solução de acessibilidade proposta foi minimizar a área de contato da estrutura com o piso existente, o que possibilita o acesso livre de obstáculos.Para facilitar o acesso de pessoas que usam cadeira de rodas e pessoas com mobilidade reduzida, a solução de acessibilidade proposta foi minimizar a área de contato da estrutura com o piso existente, o que possibilita o acesso livre de obstáculos.
Fonte: Blog Arquitetura Acessível,Thais Frota
Fotos: João Paulo Leite Guedes
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...